This post is sponsored by VMware. Learn about VMware virtualization and cloud solutions for small & mid-size business visit info.vmware.com



This article is available in other languages:

Germany Tecnologias de Recuperação de Desastres a considerar.France Tecnologias de Recuperação de Desastres a considerar.China Tecnologias de Recuperação de Desastres a considerar.Netherlands Tecnologias de Recuperação de Desastres a considerar.England Tecnologias de Recuperação de Desastres a considerar.Portugal Tecnologias de Recuperação de Desastres a considerar.

Há, no mercado, certas tecnologias de recuperação de desastres, mas a escolha de uma delas é, provavelmente, uma tarefa não muito fácil. Eis aqui um rápido panorama de uma seleção de opções disponíveis neste momento e o que elas fazem:

Veaam Backup & Replication

Veaam considera seu software de recuperação de desastres a solução “poderosa, acessível e fácil de usar”, e posso atestar que esse é o caso. Veeam Backup & Replication fornece, às empresas, recuperação de desastres de forma fácil de entender que não toma muito tempo para instalar.

No mundo do VMware, Veeam emprega vStorage API para acessar diretamente arquivos VMDK e copiar seus atuais estados sem causar nenhum transtorno ao host virtual. O VM é copiado por meio de backup proxies, que é, essencialmente, uma peça de software em diversos hosts por toda a infraestrutura da fonte da réplica e na infraestrutura do alvo. Veeam replica os dados num cronograma que você define para protegê-los.

Meu aspecto pessoalmente favorito do Veeam é que você não precisa instalar nenhum software nas máquinas que quer proteger, uma vez que a réplica ocorre fora delas. Veeam suporta ambos, Hyper-V e VMware ESX.

Double-Take

Double-Take é quase uma versão premium de Veeam, mas de forma muito diferente. Double-Take Availability oferece Recuperação de Desastres para Windows e replica dados em tempo real. Uma vez estabelecida a réplica, você poderá, de fato, criar um arquivo na máquina protegida e vê-lo surgir quase instantaneamente no alvo. É quase como mágica.

O único aspecto que pessoalmente não gosto do Double-Take é que ele emprega um aplicativo de nível de sistema operacional para a réplica, o que não é tão ordenado ou estável como o emprego de vStorage API. O aplicativo a nível de sistema operacional emprega Volume Shadow Copy Service da Microsoft para replicar mudanças de lado a lado, o que funciona muito bem.

Um aspecto que diferencia esta abordagem, contudo, é que Double-Take pode literalmente proteger qualquer tipo de host. Você pode proteger uma máquina física para uma virtual, uma virtual para uma física, uma máquina virtual Azure para uma VMware. A lista prossegue e é verdadeiramente poderosa por esta razão.

VMware SRM

É claro, você não se surpreenderia ao saber que VMware tem sua própria oferta. Site Recovery Manager é uma oferta relativamente nova da companhia que permite, às empresas, montar Recuperação de Desastres em sua existente infraestrutura VMware.

A solução é muito poderosa e, no entanto, naturalmente complexa, e eu a recomendaria apenas para grandes empresas que contam com grande volume de serviços que precisam de proteção. Anteriormente, a solução exigia dispositivos de modelos de armazenagem muito específicos para funcionar, mas na mais recente versão de VMware, ela é muito mais flexível. Caso você esteja executando um VMware shop, e conte com staff qualificado em VMware, eu definitivamente recomendaria SRM como uma opção.